Você sabe o que é SOLUCIONAMENTO? | Airton Carlini Consultor e Palestrante associado ao Grupo Empreenda e colunista do Blog do Management da EXAME.com

0 Flares 0 Flares ×

solucionamento

Não sabe? Estranho seria se soubesse. Este termo ao menos no dicionário não existe.

Na vida real ele existe e é fundamental para toda e qualquer perfil de empresa. Num dos últimos posts que escrevi aqui neste espaço, insisti que falar em crise não vai nos levar a lugar algum. Tomar atitudes com certeza vai nos tirar deste momento ruim de forma muito mais rápida e efetiva.

Temos estruturado exatamente quais as necessidades das empresas neste período. Dai o termo SOLUCIONAMENTO, que é a soma das atitudes necessárias para soluciona r inúmeras questões dentro das empresas e impulsiona-la para o futuro de forma mais firme e sustentável.

As empresas não precisam apenas de uma solução pontual. Elas precisam de um conjunto de soluções capazes de ampliar as suas possiblidades e as levar a um novo patamar de competitividade.

É isto que temos feito e apresentamos aqui, quais os pontos mais importantes a ser analisados num momento como este. Vamos lá:

Redução de Custos. Se alguém conhecer alguma empresa que não se encontra numa batalha diária visando reduzir custos, me apresente, adoraria conhecer um quase ser extraterrestre. Não dá para pensar em crescer se não reduzirmos os custos diretos e indiretos. Podemos começar por aí.

Um segundo ponto fundamental é a Renegociação da Dívidas. Ninguém trabalha sossegado e com visão de futuro se não estiver com o caixa minimamente estabilizado. É preciso renegociar e alongar as dívidas de modo que elas não sejam um impeditivo para que as empresas continuem operando. Entenda que renegociar dívidas, mesmo para o credor pode ser um excelente negócio uma vez que é melhor receber a longo prazo do que não receber nada, nem agora e nem depois. Existem técnicas para isto e os ganhos podem ser surpreendentes.

Um terceiro ponto é a Monetização de ativos. Quais ativos poderiam ser trocados por dinheiro neste momento. Deve haver algum ativo que seria muito mais interessante e lucrativo se fosse transformado em dinheiro ou num crédito direto. Estude bem isto. Deve haver alguma possiblidade interessante.

Um quarto ponto é a identificação de possíveis investidores. Quem sabe não tenha alguém que pudesse de interessar em ser sócio ou comprar uma parte da sua empresa. Existem muitos “equitys” procurando por uma oportunidade interessante.

Um quinto ponto a ser apontado é a necessidade real de ter parceiros estratégicos. Estratégicos de verdade. Não apenas aqueles que dizem querer fazer parcerias mas só que só querem ganhar. Com fazer isto é que é a questão. Existem estratégias interessantes que podem ajuda-lo a desenvolver estas parcerias.

Um sexto ponto é a penetração comercial. Como anda isto na sua empresa? Estão procurando com critério todas a oportunidades de negócios? Lembre-se a crise não pega todos os setores igualmente e quem sai em busca de oportunidades leva vantagem. É preciso trabalhar a sua força de vendas.

Para terminar um sétimo ponto que seria os processos e sistemas. Seus processos estão atualizados? Eles foram desenvolvidos de forma a atender aos clientes e não como um “defensor” da empresa? Ainda mais num momento como este, desenvolver processos que atendam aos clientes prioritariamente é fundamental.

Enfim, citei alguns pontos importantes. É fácil mexer em tudo isto? Pode acreditar é mais simples do que parece mas é necessário ter foco e atitude. Contratar empresas que podem ajudar é muito importante e diminuem muito o custo e o tempo que estas mudanças podem e devem ocorrer e, todos sabemos, “tempo é dinheiro”.

De uma coisa eu tenho certeza. Faça o que precisa ser feito e os resultados irão aparecer.
Sucesso e siga em frente.


0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×