Parte 5 – Habilidades dos executivos do futuro

0 Flares 0 Flares ×

5

 

Diretora jurídica: atacante

Acostumado a defender os interesses da empresa e a gerenciar riscos, esse executivo precisará entender as regras do setor e dos países em que a empresa atua para conduzir a companhia dentro da lei.

TRÊS COISAS QUE ELE PRECISARÁ FAZER MAIS

1. Traduzir o universo jurídico a favor do negócio, explicando cenários complexos e dando opções claras aos líderes.

2. Gerenciar não só o risco legal mas também a reputação da empresa, aproximando-se da mídia, do governo e dos acionistas.

3. Dirigir e criar novos processos, estruturas e sistemas para diminuir custos com despesas legais.

O PRIMEIRO PASSO PARA CHEGAR LÁ

Entender os detalhes da indústria em que atua. “Conhecendo odos os trâmites que estão envolvidos no negócio, o diretor jurídico consegue encontrar os caminhos mais rápidos dentro do emaranhado jurídico”, afirma Magui Castro.

LIÇÃO DE QUEM CHEGOU LÁ

“Conhecer a operação é fundamental, mas não significa saber tudo. É importante estar cercado de pessoas que tragam pontos de vista e conhecimentos diferentes. Devemos nos adaptar aos colegas que não são advogados, evitando escrever e-mails cheios de palavras rebuscadas.”

Carla Andrea Coelho, 45 anos, diretora jurídica da Gol


0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×